23 março

UIA2021RIO: abertura com muita emoção, Orquestra Maré do Amanhã e Gilberto Gil

  (Esta matéria faz parte da Cobertura Especial do CAU/BR […]

 

(Esta matéria faz parte da Cobertura Especial do CAU/BR sobre o UIA2021RIO)

 

O 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2021RIO), o maior encontro da Arquitetura e do Urbanismo em nosso planeta, foi aberto nessa segunda-feira, dia 22 de março, com a Semana Aberta Digital e Gratuita, primeira de uma série de quatro programadas para se repetirem mensalmente até junho.

Iniciado com cenas de grandes cidades de várias partes do mundo,  o evento foi carregado de muita emoção, desde os pronunciamentos dos organizadores, até o encerramento marcado pelo fundo musical de Tempo Rei, na voz de seu autor, Gilberto Gil, acompanhado  pela Orquestra Maré do Amanhã, com cada jovem integrante em sua casa, no Completo da Maré, no Rio de Janeiro.

Sérgio Magalhães, presidente do Comitê Executivo do UIA2021RIO, fez o pronunciamento inicial, lembrando que o Congresso tem o propósito de buscar soluções emergenciais para garantir a vida nas cidades. “A humanidade chegou a uma situação limite, o modelo das nossas cidades já se mostrou esgotado, de forma que somos desafiados apresentar novas propostas”.

“E para isso precisamos de todos juntos. O tema do nosso evento não poderia ser mais adequado ao contexto atual: Todos os Mundos. Um só Mundo. Vivemos uma crise que evidenciou a nossa interdependência. E só nos reunindo, debatendo e refletindo, chegaremos às soluções que demandamos em cada lugar do mundo”.

Ao falar em seguida, Thomas Vonier, presidente da União Internacional de Arquitetos, promotora do evento, lembrou que, já em sua organização, o Congresso “ enfrentou os desafios contemporâneos globais: pela primeira vez na história da UIA, um vírus tomou conta do mundo de forma tão avassaladora que exigisse o distanciamento social e nos colocasse diante de tantas incertezas”.

Mesmo assim, as dificuldades foram superadas com a adoção de um modo inovador. “O formato híbrido – com atividades digitais de março a junho– nos dá ainda maior alcance, reforça o caráter global do evento e nos posiciona em sintonia com uma tendência irreversível: físico e digital são e serão complementares. Portanto, desejo que aproveitem ao máximo, estando conosco de agora até julho”.

Maria Elisa Baptista, presidente do Instituto de Arquitetos do Brasl (IAB), organizador do evento, lembrou que a entidade, que este ano completa um século de existência, tem um histórico de luta por cidades justas, por liberdade e democracia, e cuidados com a preservação ambiental.

“No UIA2021RIO teremos um amplo debate para responder questões mundiais de proteção ambiental, redução da pobreza, justiça social, preservação das culturas e dos meios de vida dos povos originários, equidade de gênero e etnia e defesa dos direitos das populações minorizadas”.

Em sua saudação, Nadia Somekh, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, lembrou “nós arquitetos e urbanistas do Brasil e do mundo temos um mesmo compromisso: o de melhorar os espaços construídos. Esse é o começo dos nossos trabalhos para um mundo melhor”.

O CAU/BR é um dos apoiadores do Congresso, assim como a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA). Sua presidente, Eleonora Mascia, parabenizou a promoção do evento,  “que tem a clara intenção de debater e propor soluções para um mundo mais justo”.

O prefeito Eduardo Paes, lembrou que o Rio foi considerado pela UNESCO a primeira Capital Mundial de Arquitetura. “E foi muito merecido, pois esta é uma cidade que reúne um patrimônio arquitetônico de cinco séculos e experiências muito desafiadoras no campo do urbanismo. É uma cidade de contrastes, que se acentuam com avanço da urbanização; é reconhecida pela sua diversidade; e é um lugar inspirador para soluções de problemas enfrentados em metrópoles do mundo inteiro”.

O governador Cláudio Castro, por sua vez, disse que o evento não interessa apenas aos arquitetos e urbanistas, mas a todos os profissionais e estudantes de diferentes áreas que desejam contribuir para o enfrentamento da crise urbana que o mundo todo vive.

O primeiro título de Capital Mundial da Arquitetura foi dado ao Rio, em razão do Congresso, pela UNESCO, que este ano completa 75 anos de existência.

Para assistir à abertura do UIA2021RIO, acesse:

ABERTURA

Receba em seu e-mail as últimas
novidades do UIA 2021 RIO.

Ao clicar em Cadastrar, você declara que concorda com nossa Política de privacidade