18 julho

Mundo dos filmes: arquitetura e cinema no UIA2021RIO!

No dia 19 de julho, a partir das 20 horas, […]

No dia 19 de julho, a partir das 20 horas, o UIA2021RIO traz para os seus congressistas o Mundo dos Filmes, uma sessão de lançamentos de audiovisuais dos mais diversos. Os diretores estarão presentes, serão apresentados alguns trailers e os filmes ficarão disponíveis na plataforma exclusiva do UIA2021RIO.

 

A sessão começa com o pré-lançamento do longa A cidade de Portas, sobre o arquiteto português Nuno Portas, professor emérito da Universidade do Porto.

O filme tem direção de Humberto Kzure, arquiteto e urbanista brasileiro, e Teresa Prata, cineasta portuguesa.

Trailer: https://vimeo.com/569327411

Em seguida, Ana Maria Chindler, dona da Galeria Pé de Boi, no Rio de Janeiro – importante acervo de arte popular brasileira – nos apresentará, em seu fillme A casa na visão do artista popular, criações de artistas de todo o Brasil, baseadas em seus próprios conceitos de moradia: “de norte a sul, leste a oeste, litoral ao sertão, com barro, madeira e tantos outros materiais”.

Trailer: https://youtu.be/4qpuErCKB0I

 

Igor de Vetyemy, Comissário-geral do UIA2021RIO, coordenará a sessão e apresentará também o seu filme Konder: o protagonismo da simplicidade, sobre a trajetória de mais de 90 anos e a obra de um dos maiores arquitetos do Movimento Moderno Brasileiro, Marcos Konder Netto.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=YeUVFJ_3JNw

 

Bisneta do arquiteto Heitor da Silva Costa, que planejou e construiu a estátua gigante do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, Isabel Noronha apresenta o seu filme De Braços Abertos, que revela curiosidades da história desse ícone reconhecido mundialmente.

Também teremos o prestígio de contar com o cineasta Silvio Tendler apresentando o seu mais recente documentário: A bolsa ou a vida, produzido em 2020, em plena pandemia. Um filme que questiona o futuro: “se a centralidade estará no ser humano, na natureza ou no cassino financeiro”, como definiu Tendler.

 

Por fim, serão apresentados dois documentários produzidos por entidades de arquitetura:

Habitação Social: uma questão de Saúde Pública é resultado dos esforços do CAU/BR e tem foco nos problemas enfrentados por famílias que vivem em assentamentos precários. Dirigido pelo jornalista Paulo Markun, o filme apresenta possibilidades de transformação da realidade, a partir do reconhecimento do papel do arquiteto e urbanista e da valorização de seus conhecimentos e habilidades.

A FNA, por sua vez, traz o filme 20 anos do Estatuto da Cidade: Utopia ou luta?, que propõe uma reflexão sobre a necessária transformação democrática das cidades no Brasil. É feita uma avaliação da implementação do Estatuto, identificando questões que não saíram do papel e aspectos que precisam avançar.

 

Foto de capa: imagem de Konder: o protagonismo da simplicidade