4 junho

Cantinho do Céu, referência brasileira em urbanização de favelas

A reurbanização de favelas tem sido um dos temas frequentes […]

A reurbanização de favelas tem sido um dos temas frequentes nos debates e lives do 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2021RIO.

E, no Brasil, um projeto é considerado referência: o Cantinho do Céu, no Distrito do Grajaú, zona sul de São Paulo. Às margens da represa Billings, o Complexo Cantinho do Céu reúne cerca de 10 mil famílias em uma área de 1,5 milhões m2, com moradias precárias e carência de infraestrutura básica. Entre 2008 e 2012, foi feita a primeira intervenção, com pavimentação de vias, instalação de redes de água, esgoto e drenagem.

De autoria da Boldarini Arquitetura e Urbanismo (dos arquitetos Marcos Boldarini e Melissa Matsunaga), o projeto prevê um parque linear de 7 km de extensão. Foram concluídos cerca de 2 km, com a instalação de quadras de vôlei, futebol de areia e grama sintética, academia ao ar livre, playground, pista de skate, praça, estacionamento e três decks em madeira, sendo um flutuante.

No vídeo a seguir, veiculado esta semana, o jornalista Raul Juste Lores entrevista a presidente do Comitê Científico do UIA2021RIO, Elisabete França, que, atuando no setor público, foi uma das responsáveis pela intervenção, e também o autor do projeto arquitetônico, Marcos Boldarini, que é palestrante do UIA2021RIO.

 

 

A palestra de Marcos Boldarini está disponível na plataforma exclusiva aos inscritos no UIA2021RIO.

Receba em seu e-mail as últimas
novidades do UIA 2021 RIO.

Ao clicar em Cadastrar, você declara que concorda com nossa Política de privacidade