5 maio

Venha debater o conteúdo das ArchiTalks

Assistiu as palestras ArchiTalks que sugerimos na Agenda da Semana? […]

Assistiu as palestras ArchiTalks que sugerimos na Agenda da Semana?

Ainda não? Então, não deixe de assistir, pois, para esta quinta-feira, dia 13 de maio, das 18:30 às 20 horas, programamos um bate-papo virtual em que os congressistas do UIA2021RIO poderão discutir os conteúdos das palestras com especialistas.

Queremos a sua participação nessa conversa!

Estarão presentes no bate-papo:

Na quinta-feira, enviaremos uma mensagem com o link para a conversa, que será realizada pelo Zoom.

Fique atento!

Na plataforma exclusiva, abaixo de cada palestra, há um espaço de interação. Se quiser, você já pode inserir os seus comentários, dúvidas, sugestões nesse espaço!

Participe!

Lembramos que, para assistir as palestras, você precisa estar inscrito no Congresso Mundial de Arquitetos UIA2021RIO.

As palestras que pautam a conversa desta semana são:

Adriana Levisky

O Museu Aberto Cratera de Colônia, em São Paulo

O projeto de reurbanização no Jardim Colombo, em São Paulo

“O arquiteto é um mediador. Ele traduz as múltiplas e plurais vozes da sociedade e compatibiliza demandas sociais complexas e, por vezes, paradoxais, para viabilizar intervenções urbanas”, define Adriana Levisky.

Fundadora do escritório Levisky Arquitetos I Estratégia Urbana, em São Paulo, Adriana assina projetos destacados como o Museu Aberto Cratera de Colônia (Prêmio Master Imobiliário 2011), a Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade (Prêmio IAB 2008), o Senac São Miguel Paulista (premiado no Americas Property Awards 2020-2021). Na palestra, ela mostra alguns desses projetos e também o de reurbanização do Núcleo Jardim Colombo, assentamento precário e insalubre que integra o Complexo de Paraisópolis.

 

O Norte – Oficina de Criação

A Escola Novo Mangue em obras e depois de concluída

Detalhe da Escola Novo Mangue

O carnaval de Olinda, o movimento estudantil, o Mangue Beat, a cultura popular do Nordeste, o encontro com Lina Bo Bardi, os povos indígenas e quilombolas. O coletivo O Norte – Oficina de Criação conta como essas influências estão presentes em seu trabalho arquitetônico. O Norte foi escolhido pela Revista Arquitetura e Urbanismo como um dos 25 escritórios de arquitetura mais promissores no Brasil nos próximos 25 anos. Na palestra, eles comentam sobre o projeto da Escola Novo Mangue, que representou o Brasil na 15ª Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza, em 2016.

Edson Diniz

O censo organizado pela ONG Redes da Maré

Artistas da Escola Livre de Dança da Maré

Considerada a “doença” da cidade nos anos 1920, a favela ainda hoje é tratada como um território problemático que deve ser removido. Contra essa ideia, o historiador Edson Diniz aponta a contribuição que os moradores das favelas dão à cidade e os direitos que têm a ela. Morador por 40 anos da favela Nova Holanda – no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro – ele é diretor e fundador da ONG Redes da Maré. Na palestra, Edson comenta as ações da ONG em busca de justiça social.

 

Gilson Rodrigues

A favela de Paraisópolis, onde Gilson é considerado o “prefeito”

Ações comunitárias contra a pandemia na favela de Paraisópolis

“Não seríamos nós a prosperar e sair da favela, mas fazer a favela prosperar”. A ideia do líder comunitário Gilson Rodrigues se materializou a partir de um projeto de reurbanização da favela de Paraisópolis, em São Paulo, onde ele mora e atua como empreendedor social e consultor. Gilson é presidente do G10 Favelas, grupo das dez maiores favelas do Brasil. Ele conta como o grupo conseguiu mostrar a potência econômica da favela e, assim, captar recursos e mobilizar diferentes atores sociais para suprir as demandas das favelas. Também comenta das iniciativas durante a pandemia e da criação dos Presidentes de Rua, que coordenam ações para diminuir o impacto nas comunidades.

 

Receba em seu e-mail as últimas
novidades do UIA 2021 RIO.

Ao clicar em Cadastrar, você declara que concorda com nossa Política de privacidade