POR

Thomas Vonier entrevista Ernesto Ottone Ramirez, da UNESCO

24/07/2020

A crise decorrente da pandemia coloca em risco a diversidade cultural. Essa é uma conclusão do Diretor-Geral Adjunto de Cultura da UNESCO, Ernesto Ottone Ramirez. Entrevistado pelo presidente da União Internacional de Arquitetos – UIA, Thomas Vonier, na campanha One Year To Go! do 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2021RIO, Ottone destacou que, apesar das novas tecnologias estarem contribuindo para o acesso à cultura em tempos de isolamento, isso se restringe à metade da população global: “a outra metade não dispõe de internet”.

Ottone também comenta sobre o fechamento de instituições de cultura pelo mundo todo: “77% de todos os Patrimônios da Humanidade estão fechados. Estamos falando de mais de 820 locais. E não é só que eles estejam fechados. Todos os meios de subsistência estão em risco porque as pessoas não podem trabalhar para o turismo e serviços em torno deles. Cerca de 90% dos museus do mundo – um total de 95 mil museus – estão também fechados no momento. Você tem toda uma região onde não há um único museu aberto. É o caso da América Latina. Você não tem nenhum museu, do Caribe até Argentina e Chile, que esteja aberto”.

Segundo Ottone, uma pesquisa realizada pelo Conselho Internacional de Museus, em maio, mostrou que cerca de 13% dos museus fechados não terão condições de reabrir após a pandemia. “Isso é algo que, para a UNESCO, é muito difícil de ouvir, porque significa que a diversidade está em perigo”.

Para Thomas Vonier, essa é uma questão que envolve diretamente o trabalho de arquitetos e urbanistas: “É difícil imaginar como vamos adaptar edifícios e, especialmente, instituições culturais, às circunstâncias, que podem perdurar por um longo tempo. Mas eu tenho observado que as pessoas estão redescobrindo antigos princípios de design: a importância de se ter uma sacada ou um local ao ar livre, por exemplo. Nessa situação de confinamento, o valor disso é enorme. Vimos pessoas falando sobre a importância de ter ruas com acesso facilitado, parques, locais de recreação. Também estamos valorizando a ventilação e a luz do sol, não só em casa, mas nos escritórios, restaurantes e lojas”

O presidente da UIA acredita que estes meses até o 27º Congresso Mundial de Arquitetos serão de muito aprendizado diante das circunstâncias. “Daqui a um ano, teremos um entendimento muito aprimorado”, finalizou ele.

A entrevista está disponível no canal do UIA2021RIO no YouTube:
https://www.youtube.com/channel/UCg5-rs5uznpcQRrn0TSyaag



Realização

Promoção

Parceiros Institucionais

Apoio Institucional

Parceiro em Artigos & Projetos

Parceiros de Mídia

Agência de Viagens

Expo

Produção