POR

Um espaço sagrado em memória às vítimas de Brumadinho

10/06/2020

“A dor nunca vai acabar, mas pode ser ressignificada”. Com essa frase tem início o vídeo que explica o projeto do arquiteto Gustavo Penna para o Memorial Brumadinho, espaço de homenagem às vítimas do trágico rompimento da barragem Mina do Córrego do Feijão, ocorrido em janeiro de 2019, no município de Brumadinho, em Minas Gerais. O que vem em seguida são outras frases que exprimem o sentimento e a sinceridade que permearam o trabalho. “Colocamos cabeça, corpo e alma nesse projeto”, confirma o autor. Para ele, a iniciativa representa uma resistência ao “apagamento do tempo e da história”.

A ideia do memorial foi da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão (Avabrum). Foi a Associação que definiu o local onde deveria ser erguida a obra: um terreno de cinco hectares por onde a lama passou deixando um rastro de destruição. Foi também a Avabrum que escolheu o projeto de Gustavo Penna, entre outras três propostas apresentadas em março deste ano. “Ele conseguiu traduzir nossa dor. Captou a magnitude do crime e o que as pessoas que perdemos representam para nós. Nem o memorial nem nada no mundo conseguirá reconstruir o que foi perdido, mas queremos honrar essas vidas”, disse, na ocasião da escolha, a presidente da Avabrum, Josiane Melo. Ela perdeu a irmã, grávida, na tragédia.

Gustavo Penna tem marcado em sua memória o dia da apresentação do projeto para os familiares das vítimas: “Foi a experiência mais importante que já tive na minha carreira de arquiteto”, declarou ao jornal O Tempo, de Minas Gerais. Comparando a outros trabalhos importantes em sua carreira, como o Museu de Congonhas, que homenageia o mestre Aleijadinho, Gustavo Penna destaca que o memorial tem um caráter penitente: “estou lidando com algo que aconteceu no meu tempo e com dores que são constitutivas de quem sou. Esse tipo de desafio não é tão comum na arquitetura”.

O projeto

Com 1.220 metros quadrados de área construída, o memorial será um espaço de reflexão, acolhimento e convívio comunitário. Em torno da construção, 272 ipês-amarelos serão plantados em memória a cada uma das vítimas da tragédia. O ipê foi escolhido como símbolo de superação, pois “no verão, ergue-se com folhas para dar sombra; no inverno, as folhas caem para deixar passar a luz do sol; e, quando a seca aperta, ele floresce para mostrar que, apesar de tudo, a vida continua”.

Estão previstos um pavilhão de entrada, áreas de convivências e o Espaço Memória, com informações sobre as vítimas e projeções de imagens. Todo o espaço construído estará abaixo do nível da superfície e será percorrido em um corredor de 230 metros de comprimento. No final do percurso, estará o Monumento às Vítimas Fatais, uma escultura em formato quadrado, posicionada verticalmente. Dela correrá uma lâmina de água, desembocando em um lago.

Gustavo Penna conta que, para desenhar o Memorial, foi fundamental ouvir muitos parentes e amigos das vítimas, assim como outras pessoas que estiveram envolvidas diretamente no sofrimento coletivo, como o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que, à época do desastre, respondeu com extrema humanidade à ansiedade de todo um país em relação às buscas de sobreviventes. “Também a Monja Coen me ajudou muito”, comenta o arquiteto.

Na escolha do projeto, a Avabrum contou com o apoio técnico da arquiteta e urbanista Jurema de Sousa Machado, ex-presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e do museólogo Marcelo Mattos Araújo, ex-presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

A mineradora Vale, responsável pelo funcionamento e rompimento da barragem, adquiriu o terreno e custeará a obra, que deverá começar até setembro. A previsão é de que o Memorial esteja concluído em um ano e meio. “As vítimas precisam de um espaço que reverencie a memória. Esse é um compromisso com as suas perdas”, defende Penna.

O vídeo do projeto está disponível em https://vimeo.com/424867140



Realização

Promoção

Parceiros Institucionais

Apoio Institucional

Parceiro em Artigos & Projetos

Parceiros de Mídia

Agência de Viagens

Expo

Produção