16 julho

Mundo dos livros: UIA2021RIO terá lançamentos e mesa-redonda com escritores

No dia 18 de julho, às 19 horas, como parte […]

No dia 18 de julho, às 19 horas, como parte da programação do 27º Congresso Mundial de Arquitetos exclusiva aos inscritos, será realizado um evento digital para o lançamento de dez livros na área da arquitetura. Os autores e organizadores estarão presentes para apresentar suas obras e conversar sobre elas.

Em seguida, será realizada a mesa-redonda A cidade e seus simulacros – o livro e o urbano, com Angelo Bucci, arquiteto e keynote speaker do UIA2021RIO, Augusto Massi, jornalista, crítico, poeta e editor, Milton Hatoum, que além de escritor é também arquiteto, e Sonia Marques, arquiteta e poeta. A moderação será de Abílio Guerra, arquiteto e editor do portal Vitruvius.

 

LANÇAMENTOS:

A mesa virtual de lançamentos será mediada pela arquiteta Margareth da Silva Pereira, professora no Programa de Pós-graduação em Urbanismo – PROURB – da Universidade Federal do Rio de Janeiro.  

Os lançamentos serão:

 

A cidade e seus simulacros – o livro e o urbano

A conversa será pautada pela leitura, por parte de cada convidado, de trecho de livro de sua autoria.

Sobre os participantes:

Abilio Guerra (São Paulo, 1959) é arquiteto (FAU PUC-Campinas, 1982), mestre e doutor em História (IFCH Unicamp, 1989 e 2002), professor adjunto de FAU Mackenzie (graduação e pós-graduação). Com Silvana Romano Santos, é editor da Romano Guerra Editora e do Portal Vitruvius. Curador das exposições Arquitetura brasileira: viver na floresta (Instituto Tomie Ohtake, 2010), Território de Contato (com Marta Bógea, Sesc Pompéia, 2012) e Três pavilhões de Sérgio Bernardes (com Fausto Sombra, Centro Histórico e Cultural Mackenzie, 2019). É autor dos livros O primitivismo em Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Raul Bopp (2010), Rino Levi, arquitetura e cidade (com Renato Anelli e Nelson Kon, 2001 e 2019) e Arquitetura e natureza (2016, menção especial CICA Awards 2017), e organizador de Textos fundamentais sobre a história da arquitetura moderna brasileira (2010), Brasil Arquitetura – Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz, projetos 2005-2020 (com Silvana Romano Santos e Marcos Grinspum Ferraz, 2019) e Ruy Ohtake, arquiteto (com Silvana Romano Santos, 2021), todos pela Romano Guerra Editora.

Angelo Bucci (Orlândia, 1963) é arquiteto e urbanista, mestre e doutor (FAU USP, 1987, 1998 e 2005).Professor de Projeto de Edificações desde 1989 em diversas escolas, atualmente vinculado à FAU USP desde 2000. Professor visitante em universidades do exterior, dentre elas Princeton University, Yale University, UT Austin, GSD Harvard, Massachusetts Institute of Technology – MIT, CEDA UC Berkeley e Arizona State University (Estados Unidos), ETH Zurich (Suíça), Universidad Torcuato Di Tella (Argentina), IUAV (Itália), Universidade Andres Bello (Chile) e Universidad de Cuenca (Equador). Entre 1987 e 1989 foi colaborador em escritórios de arquitetura, a partir de 1989 atuou em escritório próprio associado a outros colegas arquitetos. Desde 2003 dirige o escritório SPBR Arquitetos. É autor do livro São Paulo, razões de arquitetura – da dissolução aos edifícios e de como atravessar paredes (Romano Guerra, 2010), que ganhou a versão em inglês São Paulo, Reasons for Architecture – the Dissolution of Buildings and How to Pass Through Walls (UT Austin, 2011).

Augusto Massi (São Paulo, 1959) é jornalista (PUC-SP, 1983), mestre em Literatura Espanhola e Hispano-América (1992) e doutor em Literatura Brasileira (2004) pela Universidade de São Paulo, onde é professor de Literatura Brasileira desde 1990. Atua como poeta, crítico, tradutor e editor. Entre 1988 e 1990 coordenou a coleção Claro Enigma (Duas Cidades), dedicada à poesia brasileira contemporânea. Foi presidente da Cosac Naify durante os anos 2000. Como editor publicou escritores brasileiros, dentre eles Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto, Machado de Assis, Lima Barreto, Dyonélio Machado, Otto Lara Resende, Dalton Trevisan, Raduan Nassar, Chico Buarque de Holanda, Francisco Alvim, Adélia Prado. Dentre outras, organizou as obras Retratos parisienses, de Rubem Braga (José Olympio, 2013), Poesia completa, de Raul Bopp (José Olympio, 2013) e Poesia traduzida, de Carlos Drummond de Andrade (com Júlio Castañon Guimarães, Cosac Naify/7 Letras, 2011). É autor do livro de poesias Gabinete de Curiosidades (com Lu Menezes, Luna Parque, 2016) e do livro infantil Monstros do cinema (ilustrações de Daniel Kondo, Sesi-SP, 2016).

Milton Hatoum (Manaus, 1952), formado arquiteto e urbanista pela FAU USP. Foi professor universitário de história da arquitetura e de literatura francesa (UFAM, 1984-1999) e professor visitante da Universidade da California (Berkeley/1996). Foi também escritor residente na Yale University (New Haven/EUA), Stanford University e na Universidade da California (Berkeley). Bolsista da Fundação VITAE, da Maison des Ecrivains Etrangers (Saint Nazaire,França) e do International Writing Program (Iowa/EUA). É autor dos livros de ficção Relato de um certo Oriente (1989, prêmio Jabuti de melhor romance), Dois irmãos (2000, prêmio Jabuti, traduzido para doze idiomas e adaptado para a televisão, teatro e quadrinhos), Cinzas do Norte (2005, prêmios Jabuti, Bravo!, APCA e Portugal Telecom) e A cidade ilhada (2006). Em 2008, sua primeira novela, Órfãos do Eldorado, foi adaptada para o cinema. Sua obra atualmente é editada pela Companhia das Letras. Atualmente é colunista dos jornais, O Estado de S. Paulo e O Globo. Em 2017, recebeu do governo francês o título de Officier de L’Ordre des Arts et des Lettres.

Sônia Marques (Recife, 1951) é arquiteta e urbanista (UFPE, 1973), mestre e doutora em sociologia (UFPE, 1983; EHESS Paris, 1996). Atual professora do Departamento de Artes Visuais da UFPB e do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, exerceu a docência no Brasil (UFPE, UFRN, UFBA) e no exterior (Universidades de Montreal e UT-Austin). Consultora do CNPQ, da Facepe, Fapeam e Capes, foi presidente do Instituto de Arquitetos de Pernambuco – IAB/PE (1979-1980) e da Associação dos Docentes da UFPE (1983-1984), vice-presidente regional da Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior – Andes (1983-1984), diretora técnica da 5a Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan (1994-1996), membro do Conselho Fiscal da Associação Nacional de Pós-graduação em Pesquisa e Planejamento Urbano Regional – Anpur (2003-2005), membro do comitê internacional de Educação do Docomomo (2004) e coordenadora do Docomomo Brasil (2013-2015). É tradutora pública de francês e poeta premiada e autora dos livros de poemas Viagens e Fugas, ambos com ilustrações de Eliane Lordello e publicados pela editora Trevo.